17 de julho de 2010

Nunca mais é segunda-feira

E quando finalmente há um dia em que posso dormir até mais tarde, os queridos do departamento de obras da câmara municipal lembram-se de acabar os trabalho que já duram aqui na rua pelo menos há 3 anos, mesmo por baixo da janela do meu quarto. E de começar logo de manhã, pela fresquinha, que isto durante o dia aquece e ninguém aguenta trabalhar com o calor. E como não conseguem acabar tudo hoje que aquilo é obra para durar muito tempo, parece que amanhã voltam à carga, para colocar o asfalto novo. Com a diferença que amanhã a rua vai estar completamente cortada ao trânsito, não se podendo sequer entrar ou sair das garagens. Ou seja, não só fazem o favor de me acordar cedo ao fim-de-semana, como ainda me deixam presa em casa. Eu não mereço tanto carinho...

2 comentários:

Ulisses disse...

São uns queridos...
...se fosse eu a ti fazia uma tarte para lhes levar!

:)

Tulipa Negra disse...

Ulisses,
uma tarte, umas cervejinhas para refrescar... Ou então um balde de água gelada atirado pela janela! :)
Beijinhos