18 de novembro de 2010

Ainda se fosse uma caixa de pastéis de Belém...

Sou só eu que acho uma foleirada pegada os objectos em cortiça que o Estado Saloio Português vai oferecer às altas individualidades que vão participar na cimeira da NATO? Até já estou mesmo a ver o Obama a usar a bela da gravata de cortiça, ou a Hillary Clinton de mala de cortiça no braço enquanto vai ao supermercado. Quanto muito, pode ser que o cão, por patriotismo canino, não se recuse a usar a coleira...

6 comentários:

Ventania disse...

Por acaso adoro peças em cortiça, acho lindas! E ando a namorar umas malas e carteiras há imenso tempo, mas são caras "p'ra xuxu". A mala que vão oferecer às "lades" não é do meu agrado, mas a carteira da Hillary é maravilhosa!

Ulisses disse...

LOOOOOOOOOOOOOL

...mas levando em conta que os Americanos são pacóvios...

:)

João disse...

se a cortiça é o melhor vedante natural, para qd um preservativo de cortiça que, naturalmente é reutilizável?

Tulipa Negra disse...

Ventania, eu também gosto de algumas coisas, mas é preciso não exagerar. Acho a mala feia e a gravata pior ainda! (Sim, a carteira da Hillary é bonita.)
Beijinhos


Ulisses, por isso mesmo acho que preferiam uns pastéis de Belém! :)


João, bem pensado. Experimenta dar a ideia à senhora que faz estas coisas todas em cortiça... :D

Rafeiro Perfumado disse...

Deves pensar que os cães usam tudo o que lhes dão, não? Também somos finos, pá!

Tulipa Negra disse...

Rafeiro, tu és fino, não tenho dúvida nenhuma. Mas eu estava a falar de um cão emigra, que, naturalmente, deve gostar de usar tudo quanto seja foleiro. (Se conseguirem gravar uma imagem de Nossa Senhora de Fátima ou de um galo de Barcelos na coleira, então fica perfeita!) :D
Beijinhos