25 de janeiro de 2011

Julieta, sem Romeu



Uma pessoa pega no livro e lê este resumo na contracapa:

"Annie lives in a dull town on England's bleak east coast and is in a relationship with Duncan which mirrors the place; Tucker was once a brilliant songwriter and performer, who's gone into seclusion in rural America - or at least that's what his fans think. Duncan is obsessed with Tucker's work, to the point of derangement, and when Annie dares to go public on her dislike of his latest album, there are quite unexpected, life-changing consequences for all three."

E pensa, ok, parece engraçado, divertido, Nick Hornby no seu melhor, a música e as relações complicadas e tal e coiso, está bem, costumo gostar, a Julieta não é a de Shakespeare mas dá para o gasto, ao menos uma pessoa distrai-se e diverte-se e ainda solta umas gargalhadas e/ou umas lágrimas pelo meio, deixa cá ver o que daqui sai. E vai daí, uma pessoa abre o livro e a primeira frase que lê é esta:
 
"They had flown from England to Minneapolis to look at a toilet."
 
E nem precisa de ler mais nada, compra o livro sem pensar mais no assunto e começa a lê-lo em casa e mal pode esperar para acabar.

6 comentários:

Vício disse...

só pela capa fiquei a pensar que se trata dum livro erótico.
não tem nada a ver, pois não?

Ulisses disse...

LOL

Sabes, aconteceu-me o mesmo com o "pendulo de foucault".

Lê-se a contracapa e pensa-se "tá bem, prontus. Templarios e conspirações e sociedades secretas e afins..."

Mas depois abres o livro e a primeira frase é:

...e ali estava o pendulo.

(Umberto Eco no seu melhor)

:)

Tulipa Negra disse...

Vício, ainda não avancei muito na leitura, mas até agora não teve nada de erótico! Espero que não fiques desapontado...


Ulisses, esse nunca li. Talvez por ter um trauma com os textos teóricos do Umberto Eco, nunca tive coragem de ler a ficção. Um dia destes aventuro-me! :)

Ulisses disse...

Acredita que vale a pena...
...e de que maneira!

:)

Malena disse...

Estou com o Ulisses! Lê O Pêndulo!
O Nick é sempre um escritor que se lê com agrado. :)

Tulipa Negra disse...

Malena, pronto, vou ter de ler O Pêndulo do outro... :)
Concordo contigo, Nick Hornby é uma leitura sempre agradável e fácil, embora nos faça pensar (e muito!).
Beijinhos